Uma derrota útil ! Como tirar proveito ?


ferroviaria-sp-bra

” Saber errar, significa antecipar os riscos para não ser completamente surpreendido”.

Esta é uma frase muito utilizada em palestras de profissionalização nos dias de hoje, mas serve também para tentarmos entender de forma não passional, aquilo que poderiamos chamar de desastre na Vila.

Sim; o resultado p’ra  lá de inesperado ontem a noite na Vila Belmiro, serviu para ligarmos o sinal de alerta do que pode vir pela frente.

A verdade é que a “Locomotiva” de Araraquara como carinhosamente é conhecida o time da Ferroviaria, veio preparada para armar um ferrolho, como nos bons tempos do time do Juventus lá da Móoca, onde o grande Milton Buzetto se tornou conhecido como o Rei da Retranca, e o time do Santos não soube nem de forma tática, e muito menos de forma técnica, romper a defesa de Araraquara.

A maioria da torcida aponta o técnico Dorival Jr. como grande responsavel por estar armando o time de forma errônea, onde a defesa santista acaba ficando exposta a contra ataques. Outros apontam a deficiência técnica de alguns jogadores, que já deveriam estar amargando o banco de reservas, independente a um passado de glórias, como motivo para o baixo rendimento do time.

A verdade é que esquema tático pode-se até discutir qual o melhor, ou não, pois a cada jogo, o treinador tem a chance de modificar de acôrdo as condições, e neste sentido é bom que se erre agora no Paulistinha, para nos prepararmos melhor para a Liberdadores.

Com relação à parte técnica é muito mais complicado, já que para se resolver, temos que colocar os dedos na ferida, ou seja; dar nomes aos bois.

Ontem por exemplo, era visivel notar um jogador com o kilate de Ricardo Oliveira, visivelmente fora de forma, que deveria pelo menos no intervalo de jogo, ter sido substituido.

Notamos o zagueiro Cleber, muito vigoroso, porém totalmente fora do tempo de bola, ou por estar um bom tempo sem jogar, ou porque ainda não se enquadrou ao estilo de jogo tupiniquim, já que veio da Europa. A verdade é que sua estréia foi um desastre.

Para o nosso azar, outro que voltou a comprometer o time, foi o nosso lateral Zéca, que nem de perto relembra o lateral pré-campeão Olimpico, pois vem deixando a desejar a muito tempo. O pouco que a Ferroviaria construiu ontem, foi na avenida Zéca, já que êle não está conseguindo cumprir sua principal função, que é a de defender, e quando ataca, está sendo inoperante.

Mesmo demonstrando muita força de vontade, e garra, temos o nosso Thiago Maia, vivendo seu inferno astral, pois, por mais que se esforce, também não conseguiu recuperar seu belo futebol, que levou seu nome a ser cobiçado pelo futebol europeu, e também por conta do esquema tático implantado pelo Dorival Junior, está sendo sobrecarregado na função de ter que avançar, e ao mesmo tempo proteger a zaga.

Leandro Donizetti está visivelmente fora de forma, e sem sintonia tática com o elenco, e por isto passa a maior parte do tempo desapercebido, sem cumprir a função principal que é ajudar na armação do time.

Lucas Lima que esteve fora no dia de ontem, vem sendo frequentemente questionado pela grande parte da torcida, e não sem razão, pois aquele que deveria ter a incubência de criar as jogadas do time, tem se escondido atrás de toques de bola sem eficiência, e visivelmente inoperante quando o que mais se espera de um meia, é a jogada improvisada, é a criatividade, e a responsabilidade de carregar o time para dentro da grande área adversaria.

Temos um longo caminho pela frente, e muitas coisas a serem consertadas, e o mais dificil será fazer a comissão técnica assumir a responsabilidade de mexer com as peças certas, sem mêdo de ferir o ego dos mais mimados.

Banco de reservas não machuca ninguém, muito pelo contrario, acaba ajudando o jogador a lutar para recuperar o melhor de sua condição técnica. Resultado ruim as vezes é bom, pois faz com que o treinador reveja seu trabalho em quanto é tempo, pois daqui a pouco o bicho vai pegar…

 

O Santos decepciona, e leva 3 na Vila !


santos-sao-pauloHoje o time do Santos não só perdeu a partida, como também apresentou um futebol deploravel no segundo tempo.
A derrota para o São Paulo tem nomes certos; Lucas Lima, Thiago Maia, Vitor Ferraz e Zeca, sendo que tanto L.Lima como Zéca foram responsaveis diretos pelos gols sofridos. No primeiro tempo o jogador Leandro Donizete também teve uma participação apagadíssima, deixando claro a tremenda falta que faz o meia Renato.
As vaias sofridas por Lucas Lima quando foi substituído, serviu para mostrar que êle não é unanimidade, e portanto poderia ter sido substituído antes.